As duas embarcações passam a fazer parte do primeiro projeto de importação de gás natural liquefeito (GNL) em El Salvador, onde prestarão serviços no terminal da Energía del Pacífico.

 

El Salvador, novembro de 2021. No porto de Acajutla aconteceu a cerimônia de batismo dos rebocadores da SAAM Towage, o SAAM Acaxual e o SAAM Centzunat, embarcações que prestarão serviços para a Energía del Pacífico (EDP), pertencente ao grupo empresarial americano Invenergy, que representa o primeiro projeto de importação de gás natural liquefeito (GNL) em El Salvador.

Esta atividade aconteceu no contexto da chegada e recepção da primeira unidade de armazenamento e regaseificação de GNL (FSRU, na sigla em inglês), a embarcação BW Tatiana, no porto da mencionada cidade, e que representa o primeiro FSRU no Pacífico, na região da América Central.

O evento teve a participação da Autoridade Marítima Portuária de El Salvador, e das madrinhas dos dois rebocadores, Yngvil Åsheim, diretora da BW —companhia norueguesa de soluções globais em GNL— e de Maureen Hakker de Calleja.

“Este projeto, pioneiro para El Salvador, não somente permitirá suprir 30% da demanda energética, mas também trará energia limpa e eficiente. Adicionalmente, diversificará a matriz energética, trazendo um grande benefício, tanto para os usuários finais como para o meio ambiente do país e da região”, declarou Alberto Osorio Liébana, diretor de projeto da EDP.

“Assumimos este compromisso com muito profissionalismo e com a excelência operacional que nos caracteriza, com o respaldo de contar com os maquinários que têm as características ideais para os serviços de apoio no terminal”, afirmou o gerente geral da SAAM Towage, Hernán Gómez.

Na ocasião, as madrinhas dos rebocadores oficializaram o batismo ao cortar uma fita e dar as boas-vindas às naves.

Sobre os rebocadores

Os rebocadores foram equipados com dispositivos de segurança específicos que incluem um sistema automático de detecção e isolamento dos gases, controlados remotamente e equipamento e maquinários de convés com certificação para atmosferas explosivas (ATEX). Os rebocadores também estão equipados com um sistema Fire-Fighting 1 para combate a incêndios no exterior, certificados de acordo com as normas de classificação do Bureau Veritas.

São rebocadores Rastar 3200W projetados por Robert Allan Ltd. Têm comprimento de 32 metros e foram especialmente desenvolvidos para atender às exigências das operações no terminal de GNL. Além disso, contam com capacidade de tração a um ponto fixo de mais de 80 toneladas e são capazes de trabalhar com trações dinâmicas de mais de 135 toneladas em velocidade de 10 nós.